More about Alcides Fonseca
Go Back

Embrace the flow

Written by Alcides Fonseca at 2007/09/02


Começou bem o segundo dia do BarCamp com várias propostas de apresentação por post-its como se pode ver na imagem. Chegou ao ponto de da parte da tarde se ter de fazer apresentações em paralelo, pelo que irei separar as apresentações a que assisti em posts dedicados a cada uma e com as minhas reflexões sobre elas.




Ao bom estilo do improviso do BarCamp, o Pedro Custódio chegou-se a frente com uma apresentação totalmente improvisada a partir de um post dele. Baseado na apresentação de Janette Girod no BarCamp London sobre Finding Flow, ele falou da sua experiência seguindo alguns métodos para aumentar a sua produtividade. O principal era organizar o dia em ciclos de 1 hora em que 48 minutos eram totalmente dedicados a resolver tarefas (sendo que os projectos eram separados em várias tarefas) e depois 12 minutos para fazer uma pausa. Está provado que este sistema (embora os valores podem ser ajustados, ele próprio os ajustou a si próprio) aumenta a capacidade de concentração no tempo de trabalho. O Pedro chegou mesmo ao ponto de utilizar um software desenvolvido para bloquear o teclado por causa dos problemas de pulso para se forçar a usar aquela metodologia. Ao que parece teve bons resultados, juntamente com outras técnicas como consultar o email a certas alturas do dia marcadas.



Enquanto estudante e webdeveloper freelancer não necessito de ter grande produtividade. Normalmente organizo o meu dia para descansar (e em período de aulas ir passear ao Departamento) e a noite faço o código até me cansar. Como tenho uma produtividade bastante alta no tempo que programo, não tenho tido problemas com deadlines. Mas acho uma coisa curiosa: sendo o “Flow” o estado de espírito em que alcançamos a nossa maior produtividade, abstraindo-nos do resto (e o Pedro até comparou aos desportistas), eu tenho o meu Flow de programação bastante diferente do meu Flow de desporto. Tendo jogado basquetbol durante 8 anos, sempre que estava em jogo, o meu estado de espírito mudava completamente. Desde uma respiração e pulsação totalmente diferentes, a visão também mudava atingindo um foco diferente e o tempo passava muito lentamente! 10 segundos no basquet é uma eternidade. Quanto ao Flow de código, o tempo passa muito mais rápido e consigo abstrair-me totalmente do resto, pelo que gostava de ouvir uma explicação sobre como a mesma pessoa pode ter dois Flows diferentes.