More about Alcides Fonseca
Go Back

A Segunda Grande Maravilha da Internet

Written by Alcides Fonseca at 2008/01/16

A Segunda Grande Maravilha da Internet faz hoje 7 anos. Quem mo lembra é o Ciberesfera. Mas uma das Grandes Maravilhas da Internet porquê? Bem, eu considero que a Internet está ainda nos seus primórdios e até ao momento há dois marcos bastante importantes na sua história. Os critérios que aplico são a sua influência global, e não apenas nos hackers e novos geeks.



A Primeira Grande Maravilha da Internet foi (e continua a ser) o Google. Refiro-me aqui ao Google como motor de pesquisa e não como empresa nem a todos os outros produtos que tem. É verdade que a sua fortuna se baseia na publicidade online, sobretudo com a introdução de publicidade contextualizada. mas para o utilizador final a marca google está e estará sempre associada à página de entrada do browser. Ou à barra no canto do browser. Ou a qualquer caixinha onde possam colocar umas palavras e encontrar sites relacionados com essas mesmas palavras. Numa altura em que a Internet se estava a tornar demasiado grande para os simples directórios (Como o SAPO em tempos o foi!) e o Google apareceu como uma página que nos levava ao que quiséssemos encontrar. A interface minimalista e a linha mágica de Javascript (e um bom marketing por trás, digo eu) deram ao Google a preferência dos utilizadores e hoje em dia é sem dúvida o motor de busca mais usado. Revolucionou uma geração: a minha. Quando a Internet chegou a preços decentes à minha terriola (a.k.a. 56kbps) todos os nossos trabalhos de pesquisa foram feitos graças a essa página do Google. Belos eram os velhos tempos em que podíamos colocar http://www.google.com na bibliografia! Depois as outras gerações começaram a aprender. Muitos negócios fazem-se através da Internet e o primeiro passo para essa globalização é sempre dado a partir de um dos vários domínios do Google. Hoje em dia está tão integrado na nossa cultura que se tornou um verbo em várias línguas.



A Segunda Grande Maravilha da Internet, a tal que faz hoje 7 anos, é a Wikipédia. Tal como o Google, é um dos sites mais usados pela população em geral. De momento substitui-me as chamadas “bíblias” das cadeiras do meu curso. É usada diariamente por uma data de estudantes como ferramenta de ensino, e por outro tipo de estudantes, que apesar de não andarem num curso, continuam a aprender a vida toda. Qualquer curiosidade é esclarecida prontamente e em várias línguas pela Wikipédia. E há um factor chave aqui: a qualidade. Apesar de ser um projecto que se baseia na boa vontade dos participantes, conseguiu atingir um nível que acaba por ter uma qualidade superior a enciclopédias tradicionais. E muito, muito mais artigos.De facto considero um marco na Rede não só pelo que atingiu, mas para mostrar o produto de uma sociedade muito vasta. O poder da Partilha. E com um resultado brilhante! Com a qualidade, vieram os links da Internet para os diversos artigos (como os que se encontram neste post), e hoje tem quase sempre os primeiros resultados no Google. E agora todos usam.



Aposto que muitos de vós se interrogam porque não considero as Redes Sociais a Terceira Maravilha. Não digo que não o serão, mas de momento ainda não as considero como tal. Para além de existirem diversas redes sociais, e cada uma é mais usada em alguns sítios do que outros ( Hi5 em Portugal, Orkut no Brasil, Facebook e MySpace nos EUA, etc..), ainda não está bastante divulgada nos diferentes extractos etários. São sobretudo usados por jovens, e enquanto não chegarem massivamente ao resto da família, não lhes vou dar essa importância. No entanto estão sim a caminhar para lá. E já o facto de saber de namoros que acabaram por causa de perfis do hi5…. Quando as redes sociais estabilizarem daqui a um ou mais anos, voltamos a falar nisso.



Para já, parabéns Wikipédia!