More about Alcides Fonseca
Go Back

Governos e a religiĆ£o

Written by Alcides Fonseca at 2007/12/17

Está o ateísmo a tornar-se uma religião?

Sinceramente não sei. É capaz de haver pessoas a levá-lo ao extremo, mas há também as outras que simplesmente ignoram.

Eu cá sou da segunda leva. Tudo o que tem a haver com religião, eu simplesmente desligo. Mas há uma coisa que não suporto, é o governo ter certas atitudes relacionadas com a religião.

Tendo em conta que no passado a maioria do país era católico, e como tal o governo suportava-a, mas isso hoje em dia já não é verdade e, pelo que encontrei, datado de 1991:

A partir da publicação do presente decreto com força de lei, a religião católica apostólica romana deixa de ser a religião do Estado e todas as igrejas ou confissões religiosas são igualmente autorizadas, como legítimas agremiações particulares, desde que não ofendam a moral pública nem os princípios do direito político português.

Óptimo, então em Portugal não há uma religião oficial. Nem é dado suporte a qualquer uma (nem financeiro). Óptimo! Então se faz favor alguém me explique os feriados católicos. É que não percebo mesmo!

Tudo bem que as pessoas são livres de praticar a religião que bem entenderem, mas façam-no fora do horário de trabalho. Os feriados não têm sentido nenhum, principalmente porque hoje em dia a maior parte das pessoas já não é praticante activo da religião católica, como era antes. Arrisco-me a dizer que muitos nem sabem o nome de alguns feriados religiosos.

Senhores do Governo, tirem lá esses feriados que diminuem o Produto Interno Bruto.