More about Alcides Fonseca
Go Back

Clix a entrar na web2.0?

Written by Alcides Fonseca at 2007/09/27

Há um bom tempo atrás os portugueses tinham como principais portais o SAPO, o IOL, o Clix e o Terrávista. Este último sobrevivia do tempo em que era o único site português a oferecer alojamento grátis, e onde por acaso eu fiz o meu primeiro site! O SAPO evoluía do directório/motor de busca que era e ao ser adquirido pelo grupo Portugal Telecom, passou a entrar no mercado dos ISPs, onde se lançaram a Clix e a IOL (quem não se lembra de jogar ao disco com os cds da Clix…)

O Terrávista foi morrendo, na minha opinião por não fazer acordos com fontes informativas como os outros fizeram. O IOL, aquando da aquisição do grupo Media Capital, perdeu os sites das rádios do grupo para a Clix, o que fez com que perdesse bastante popularidade juntamente com o facto do serviço ISP ter acabado (Mas parece que agora já tem blogs!). O SAPO? Bem, esse tem-se mantido na crista da onda.

Quanto ao Clix, a meu ver, depende dos clientes de ISP que ficam com o portal como homepage, dos acessos do Expresso, Público, Exame Informática e Visão, e dos ouvintes das Rádios da Media Capital ( Comercial, Cidade, Best Rock, RCP, etc). Quanto ao Cotonete, penso que o boooom já foi quando estava no IOL.

Mas últimamente o Clix apostou em certas áreas e algo me diz que está a entrar na web2.0, tal como o SAPO já o fez há muito bom tempo. Primeiro lançou uma versão do Opera para eles, o que considero uma boa aposta sobretudo para os home users e a integração com os conteúdos do portal! Agora recentemente incluiu na sua rede o Mingle, uma rede social em flash, cujo público alvo me parecem os putos, e o Palco Principal que é também uma rede social, mas dedicada à música e que eu sugiro vivamente.

No entanto, penso que ainda faltam à Clix vários serviços e quem sabe uma autenticação igual para todos os sites da rede (e baseada em OpenID). Para os próximos tempos, prevejo um blogs.clix.pt, mas é capaz de ser só ideia minha. Veremos.